sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

O humor é tão saudável, deviam experimentar...

O Papa Francisco diz que 'não podemos provocar, não podemos insultar a fé dos outros'.
De facto, também acho, absolutamente de acordo, mas e como saber o que é que é insultuoso para a fé dos outros?! Quem é que define limites?! Como saber que uma coisa é humor, e a outra a seguir já insulta e ofende?! Acho que é aí que reside o busílis da questão. Eu sou católica e achei um piadão ao cartoon do preservativo no nariz do Papa João Paulo II, do António, não insultou a minha fé, nem insultou as minhas crenças, que não se abalam assim! É insegurança não nos permitirmos brincar, gozar, fazer humor e rir-nos de nós próprios, das nossas convicções religiosas, que se forem bem convictas não se deixam melindrar por caricaturas. Ao cartoon do António achei muita piada, isso sim, muito oportuno e pertinente o humor ali contido. O humor não é para ser levado a sério, vamos lá a ver. O que insulta uns, não insulta outros, para além de que há gente sem sentido de humor nenhum e há gente que não leva nada a sério... há de tudo, e se calhar por isso mesmo é que é preciso mais prudência na hora de usar figuras religiosas para ter graça!
Mas rir, rir é muito bom e desempoeira o espírito. E por nos rirmos não deverá vir mal ao mundo!

Sem comentários:

Publicar um comentário