terça-feira, 9 de julho de 2013

E agora tenho de lá voltar... como se fosse simples!!

Só quando faltamos ao trabalho, temos de nos reorganizar, nos deslocamos manhã cedo para um hospital público e batemos com o nariz na porta porque os senhores enfermeiros decidiram fazer mais uma greve, é que percebemos como um país mergulhado num caos é um atraso de vida para todos!!! Estou aqui estou a fugir para Marte, eu tenho que respeitar a sua insatisfação e manifesta luta sindical e reivindicação dos seus direitos, mas e quem é que tem respeito por mim?! Nem por estar grávida?!?!
E outra coisa, sou eu que lhes pago o ordenado, a minha quota parte de impostos até pode ser precisamente para pagar à pessoa que devia ter estado de manhã no seu local de trabalho a prestar-me um serviço e não estava, mas a mim podem descontar-me a manhã perdida por não ter ido trabalhar!!
E já agora, se os senhores enfermeiros deste país estão a mostrar a sua indignação contra o aumento da carga horária de 35 para 40 horas, não me amolem, querem ter horário mais reduzido para fazerem horas extras pagas, como é do conhecimento público, claro que se fossem bem remunerados não haveria necessidade de usar de expedientes para conseguir auferir mais pelo seu trabalho, mas não haverá aí também uma pontinha de ganancia... vamos digo yo!?
O pior é que, e como fica provado com este post, parece já nem solidariedade entre classes profissionais existir, muito pelo contrário, parece existir uma tensão crescente entre os vários intervenientes da cena laboral, nomeadamente entre o sector público e o privado, desde logo, provocado por tanta greve, umas a seguir às outras, para as quais já não há a menor paciência!! Mais um pouco e começa a parecer intenção deliberada do governo, dividir para reinar, colocar-nos todos uns contra aos outros... não acredito nada nas teorias da conspiração, mas que las hay, las hay...

Sem comentários:

Publicar um comentário