terça-feira, 2 de julho de 2013

I wonder, i wonder


Há pessoas interessantes, que dá gosto ouvir e cuja companhia resulta aprazível e agradável; e depois há pessoas que não têm interesse nenhum, são até bem vulgares e pouco estimulantes, mas depois parece ser que possuem um qualquer magnetismo, algum poder sobre os outros que parecem inebriá-los... a mim cansam-me, gostam demasiado de se ouvir, são tão faladoro-tagarelas, tão espaçosas, tão...
Às vezes penso que mais vale a forma que o conteúdo, será isso? Sempre me intrigou...

Sem comentários:

Publicar um comentário