quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Habituação

Não me habituo às coisas más da vida, recuso-me, nego-me terminantemente. Esperar sempre o melhor, desejar sempre o melhor é quase uma religião para mim! Não me habituo, não me quero habituar à maldade das pessoas, quero habituar-me à sua bondade; não me habituo, não quero, à provação, a passar mal; não me habituo à desilusão, à falta de esperança, à dor... Não me quero habituar nunca, mesmo que inevitavelmente se cruzem no meu caminho, não quero e espero nunca o fazer, tenho até um certo receio! Se nos habituamos às coisa más resignamo-nos, entregamo-nos, desistimos, demitimo-nos, abdicamos das coisas boas da vida, espero nunca o fazer!! Se nos habituamos ao mau azedamos, não quero!

Sem comentários:

Publicar um comentário