sábado, 25 de fevereiro de 2012

Adenda ao Slow Living

Nesta temática do Fast/Slow Living parece-me particularmente interessante no que toca às crianças de hoje, e sua educação. Os meninos de tenra idade são metralhados com actividades e mais actividades, informação e mais informação onde pouco espaço fica para o sossego e a tranquilidade.
Estimular as crianças tudo bem, é essencial; mas criá-las como se de cavalos de corrida se tratassem, não me parece bem. Aos 3 anos têm de falar inglês; têm de andar na música; no Karaté; têm de conhecer as marcas todas dos automóveis; têm de saber escrever o nome; têm de ter social skills e andar em dezenas de actividades recreativas e lúdicas; têm de ter os brinquedos todos e mais algum, de ter jogos e aparelhos sofisticados; têm de ter actividades extra-curriculares que as vão tornar seres humanos mais felizes e capazes... Nã, não me parece bem, até os nomes mais sonantes do mundo em matéria de educação infantil são peremptórios em afirmar que se dê sossego e espaço às crianças, que se lhes dê espaço para brincar, meditar no que absorvem e aprender, que se os deixe estar sozinhos e até mesmo que não caiamos no erro de estar sempre sempre a falar com eles... deixemos as crianças ser crianças, tranquilas e felizes, sossegadas e infantis, não os manipulemos tanto, não os sufoquemos tanto, dar autonomia parece-me mais importante.
Vou criar o movimento Slow Living Kid.

Sem comentários:

Publicar um comentário