quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Ele há dia e dias.

Ainda ontem à noite me descobriu aninhada no sofá com uma tamanha má disposição e me fez festinhas e me disse que já passava, que ficasse ali um pouco a descansar que já ficava bem. Me foi buscar os 3 ou 4 brinquedos preferidos, memo memo preferidos, para eu ficar contente, me tapou com uma mantinha e me deu um beijinho seguido de um "gosto muito de ti, mamã!"
E já hoje de manhã me enlouquecia para o acordar, vestir, comer, lavar, sair de casa!! Oh ritual doloroso, desesperante... vá, às vezes!

Ainda ontem me babava com tanta meiguice do meu filho; e já hoje de manhã só não lhe fiz as malas porque... já não tinha tempo, lá está, atrasa-me!

As nossas contradições, idiossincrasias e os nossos conflitos temperamentais interiores começam cedo... ora se crescerem como crescemos em tamanho, está tudo explicado!! Certo?

Sem comentários:

Publicar um comentário